ATENDIMENTO NUTRICIONAL ON-LINE NO SAAEMG
ATENDIMENTO NUTRICIONAL ON-LINE NO SAAEMG
PRORROGAÇÃO DE PRAZO PARA PEDIDO DE BOLSAS DE ESTUDOS ATÉ 25/06/2020
PRORROGAÇÃO DE PRAZO PARA PEDIDO DE BOLSAS DE ESTU
COMUNICADO 11/06/2020 – RESULTADO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA VIRTUAL - APROVAÇÃO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2020/2021
COMUNICADO 11/06/2020 – RESULTADO ASSEMBLEIA GERAL
PROPOSTA DE CCT 2020/2021 A SER VOTADA NA AGE VIRTUAL
PROPOSTA DE CCT 2020/2021 A SER VOTADA NA AGE VIRT
EDITAL DE CONVOCAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA VIRTUAL
EDITAL DE CONVOCAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDIN
NEGOCIAÇÕES CONVENÇÃO COLETIVA DE TRAB. 2020/2022
NEGOCIAÇÕES CONVENÇÃO COLETIVA DE TRAB. 2020/2022
COMUNICADO AOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR
COMUNICADO AOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR
COMUNICADO FUNCIONAMENTO SAAEMG
COMUNICADO FUNCIONAMENTO SAAEMG
Conheça as decisões da liminar
Conheça as decisões da liminar
Convênio médico com atendimento gratuito
Convênio médico com atendimento gratuito
Associados do SAAEMG e seus dependentes contam com atendimento médico gratuito na rede de clínicas Dr.Agora
Bolsas de Estudos - 2020
Bolsas de Estudos - 2020
Pedidos deverão ser feitos no sindicato a partir de abril
Plano de saúde Unimed para a categoria
Plano de saúde Unimed para a categoria
Fale com um consultor agora
Homologação das Rescisões Contratuais
Homologação das Rescisões Contratuais
O SAAEMG orienta as empresas, contabilidades e trabalhadores que as rescisões contratuais devem ser homologadas no sindicato.
Aos funcionários das escolas de idiomas
Aos funcionários das escolas de idiomas
Leia abaixo o documento
Atenção Auxiliares de Administração Escolar
Atenção Auxiliares de Administração Escolar
O SAAEMG orienta os trabalhadores nos seguintes pontos:

    Notícias

    29/08/2019
    Ministro Marcos Pontes implora a Guedes recursos para CNPq
    por Carta Capital

    O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou que ‘implorou’ por recursos ao ministro da Economia Paulo Guedes para garantir bolsas de estudo e pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O pedido foi feito em uma reunião realizada na terça-feira, no entanto, os recursos ainda não estão garantidos, conforme Pontes declarou ao blog da jornalista Andréia Sadi, do G1.

    O órgão tem um déficit de R$ 330 milhões para quitar o pagamento de bolsas até o final do ano, o que pode causar a suspensão do pagamento de todas as bolsas já a partir de setembro. O conselho informou que já gastou 88% da verba disponível em 2019 para o pagamento de bolsas.

    Em julho, devido aos cortes orçamentários, o CNPQ anunciou a suspensão de um edital de concessão de bolsas de pesquisas científicas. Estudantes que tinham sido selecionado para a segunda fase do edital tiveram o processo suspenso. A justificativa era que o órgão, sem recursos financeiros, aguardaria por uma nova situação orçamentária para liberar verbas até o dia 30 de setembro.

    Para a manhã desta quarta-feira estava prevista uma reunião no Supremo Tribunal Federal (STF) entre o ministro Alexandre de Moraes, além de representantes da Câmara, Procuradoria-Geral da República (PGR), Advocacia-Geral da União (AGU), Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e Ministério da Economia para um possível acordo sobre a aplicação do dinheiro.

    Marcos Pontes declarou que conta com a atuação do ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), líder do governo no Congresso, para garantir recursos provenientes de verba extra para o governo de R$ 248,9 bilhões aprovada pelo Congresso em junho.

    Manifestações

    Em defesa do desenvolvimento científico e tecnológico, entidades científicas e instituições de ensino e pesquisa, juntamente com pesquisadores, professores, estudantes, técnicos, empresários, profissionais liberais, trabalhadores, cidadãs e cidadãos brasileiros lançaram um abaixo-assinado diante a situação orçamentária e financeira do CNPq, “que coloca em risco décadas de investimentos em recursos humanos e na infraestrutura para pesquisa e inovação no Brasil”.

    O texto, que será entregue em Brasília aos parlamentares do Congresso Nacional, pede a recomposição imediata do Orçamento do CNPq em R$ 330 milhões para que sejam cumpridos os compromissos deste ano, em particular o pagamento das bolsas. De acordo com os signatários, a comunidade científica já vinha alertando o Governo Federal e o Congresso sobre a perda orçamentária.

    “Se esta situação não for rapidamente alterada, haverá a suspensão do pagamento de todas as bolsas do CNPq a partir de setembro deste ano. Este fato, se concretizado, colocará milhares de estudantes de pós-graduação e de iniciação científica, no país e no exterior, em situação crítica para sua manutenção e para o prosseguimento de seus estudos, além de suspender as bolsas de pesquisadores altamente qualificados em todas as áreas do conhecimento. Em função dos drásticos cortes orçamentários para a Ciência, Tecnologia e Inovação, já se observa uma expressiva evasão de estudantes, o sucateamento e o esvaziamento de laboratórios de pesquisa, uma procura menor pelos cursos de pós-graduação e a perda de talentos para o exterior. Este quadro se acelerará dramaticamente com a suspensão do pagamento das bolsas do CNPq”, afirma um trecho do abaixo-assinado.

    A petição, que conta com o apoio de entidades como Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES), Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF) contava com mais de 900 mil assinaturas até o fechamento desta reportagem.

    Leia também:

    É preciso que todos mobilizem-se contra os cortes na educação", afirma Frei Betto

    07 de setembro, nas ruas pela educação, democracia e soberania nacional

    Por Reforma da Previdência, educação perde quase R$ 1 bi

    Governo bloqueia mais de R$ 348 milhões da educação 

    Educação é a área com maior desaprovação no Governo Bolsonaro

    Governo corta repasse para educação básica e esvazia programas

    Rua Hermilio Alves, 335
    Santa Tereza - Belo Horizonte - MG
    CEP 31.010-070
    (31) 3057-8200