Prorrogação de solicitação de bolsa - 16/10/2020
Prorrogação de solicitação de bolsa - 16/10/2020
Bolsas de Estudo - 2021
Bolsas de Estudo - 2021
COMUNICADO URGENTE AOS TRABALHADORES DA FUMEC
COMUNICADO URGENTE AOS TRABALHADORES DA FUMEC
ATENDIMENTO NUTRICIONAL ON-LINE NO SAAEMG
ATENDIMENTO NUTRICIONAL ON-LINE NO SAAEMG
COMUNICADO 11/06/2020 – RESULTADO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA VIRTUAL - APROVAÇÃO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2020/2021
COMUNICADO 11/06/2020 – RESULTADO ASSEMBLEIA GERAL
PROPOSTA DE CCT 2020/2021 A SER VOTADA NA AGE VIRTUAL
PROPOSTA DE CCT 2020/2021 A SER VOTADA NA AGE VIRT
EDITAL DE CONVOCAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA VIRTUAL
EDITAL DE CONVOCAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDIN
NEGOCIAÇÕES CONVENÇÃO COLETIVA DE TRAB. 2020/2022
NEGOCIAÇÕES CONVENÇÃO COLETIVA DE TRAB. 2020/2022
COMUNICADO AOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR
COMUNICADO AOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR
COMUNICADO FUNCIONAMENTO SAAEMG
COMUNICADO FUNCIONAMENTO SAAEMG
Conheça as decisões da liminar
Conheça as decisões da liminar
Convênio médico com atendimento gratuito
Convênio médico com atendimento gratuito
Associados do SAAEMG e seus dependentes contam com atendimento médico gratuito na rede de clínicas Dr.Agora
Bolsas de Estudos - 2020
Bolsas de Estudos - 2020
Pedidos deverão ser feitos no sindicato a partir de abril
Plano de saúde Unimed para a categoria
Plano de saúde Unimed para a categoria
Fale com um consultor agora
Homologação das Rescisões Contratuais
Homologação das Rescisões Contratuais
O SAAEMG orienta as empresas, contabilidades e trabalhadores que as rescisões contratuais devem ser homologadas no sindicato.
Aos funcionários das escolas de idiomas
Aos funcionários das escolas de idiomas
Leia abaixo o documento
Atenção Auxiliares de Administração Escolar
Atenção Auxiliares de Administração Escolar
O SAAEMG orienta os trabalhadores nos seguintes pontos:

    Notícias

    18/02/2020
    Levantamento mostra piora na educação, saúde e social no 1º ano de Bolsonaro

    O primeiro ano do mandato do presidente Jair Bolsonaro apresentou uma piora em áreas como assistência social, saúde, educação e meio ambiente. Foi o que mostrou um levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo, divulgado no último domingo 16.

    O jornal analisou 104 indicadores do governo, que mostraram piores resultados em 58 deles comparado com 2018 ou outro período de comparação mais adequado, 41 registraram avanços e 5 permaneceram estáveis.

    Houve um equilíbrio nos números da economia e melhora nas estatísticas da criminalidade e emprego, com a ressalva, nesse último caso, de que o tímido avanço foi acompanhado da expansão da informalidade.

    O jornal explicou que para chegar nesse resultado condensou estatísticas de diversos órgãos do governo federal ou vinculados a ele, como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), além de dados, estudos e pesquisas de instituições privadas, como o Datafolha, ou que acompanham setores específicos.

    Programas Sociais

    Em programas sociais como Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida houve pioras significativas. Os programas voltaram a ter filas de esperas e situações de colapso. Retrocessos também ocorreram no meio ambiente, na reforma agrária e na política indigenista.

    Emprego

    Os dados de emprego tiveram pontos positivos e negativos. Foram 644 mil novas vagas com carteira assinada, o melhor saldo desde 2013, mas ainda distante dos resultados obtidos de 2004 a 2013. O número de brasileiros na informalidade subiu 3,2%, o maior nível em quatro anos.

    Saúde

    Na saúde, três indicadores apresentaram melhora e oito tiveram piora, segundo dados do Ministério da Saúde. Entre as mudanças na rede, chama a atenção a queda no número de médicos na atenção básica, situação que não era registrada desde 2011, e de agentes comunitários de saúde.

    Outros indicadores trazem sinais de problemas na rede, como o aumento no volume de internações por pneumonia em menores de 5 anos. Dados preliminares de janeiro a junho do último ano já apontam aumento na mortalidade infantil por esse motivo —foram ao menos 570 mortes contra 511 no mesmo período do ano anterior.

    Educação

    O congelamento de recursos do MEC resultou em cortes de investimentos, como o cancelamento de 8% das bolsas de pesquisas.  O ministério intensificou os gastos no fim do ano, mas os investimentos em educação básica e superior regrediram.

    Enem 2019, primeiro sob Bolsonaro, teve problemas com as notas de milhares de participantes.

    Leia também:

    Bolsonaro amplia cortes no orçamento da educação em mais de R$ 6 bilhões

    Enem: "Estudantes podem mobilizar o MP para pedir reparação"

    As trapalhadas de Weintraub e a educação à beira do abismo

    Gestão Weintraub é marcada por erros, retrocessos e ataques à educação, professores e estudantes

    MEC admite que Enem não é 100% confiável

    SISU: Estudantes prejudicados "ficam a ver navios"

    Em mais um erro, MEC assume que vazou listas do SISU e tenta consertar: não é oficial

    Orçamento do Governo Federal prevê cortes para educação básica em 2020

    Educação é a área com maior desaprovação no Governo Bolsonaro 

    Governo corta repasse para educação básica e esvazia programas

    Ministro da Educação tenta asfixiar o Movimento Estudantil do Brasil

    Estudantes protestam nesta terça contra projeto "Future-se" e Reforma da Previdência

    Rua Hermilio Alves, 335
    Santa Tereza - Belo Horizonte - MG
    CEP 31.010-070
    (31) 3057-8200